A biometria de reconhecimento facial e seu uso no dia a dia • Blog | Ancode Tecnologia

A biometria de reconhecimento facial e seu uso no dia a dia

Compartilhe nas Redes Sociais
Leia em: 3 minutos
rostos-1024x576 A biometria de reconhecimento facial e seu uso no dia a dia

A tecnologia de reconhecimento facial começou a ser desenvolvida na década de 1960. O interesse para encontrar uma maneira de identificar as pessoas por meio das características do rosto, fez com que o processo fosse desenvolvido e os resultados alcançados fossem mais precisos e confiáveis.

Este recurso vem sendo aperfeiçoado com o tempo, e já é considerado um dos métodos mais seguros quando se trata de controle de acesso, tendo sua taxa de assertividade superior a 90%. 

A biometria facial está inserida em nosso cotidiano, através de equipamentos eletrônicos, como: smartphones, computadores, câmeras fotográficas, e filmadoras.

Os smartphones mais modernos contam com o sistema de biometria facial em seus bloqueios de segurança. Através dos dados capturados com a câmera, é possível efetuar o bloqueio e desbloqueio do dispositivo, substituindo senhas numéricas. Essa funcionalidade traz mais segurança ao acesso aos dados pessoais do indivíduo.

Hoje em dia é possível reconhecer o indivíduo mesmo com adereços de disfarce, como:chapéu, maquiagem, óculos ou mudanças no corte de cabelo.

Quer entender melhor como funcionam os processos da Biometria Facial? Clique e saiba mais!

rostos-1024x576 A biometria de reconhecimento facial e seu uso no dia a dia

Biometria de reconhecimento facial no dia a dia

Mesmo com os avanços em sua tecnologia, é fácil perceber seu uso no dia a dia:

Aeroportos

Nos aeroportos, sendo hoje um dos meios de fazer check in nas maiores companhias aéreas.

Empresas

Algumas corporações já adotaram a biometria facial, como registro de ponto eletrônico, na confirmação de presença de seus funcionários.

Bancos

 É possível encontrar alguns bancos que já contam com equipamentos capazes de reconhecerem as características do rosto e definir acesso as operações bancárias.

Condomínios

Condomínios que utilizam os dados faciais como forma de reconhecimento de seus condôminos.

Universidades

Tal funcionalidade também é utilizada por academias e universidades, como forma de limitar o acesso a suas dependências.

Planos de saúde

Os planos de saúde aderiram a tecnologia, com a intenção de prevenir as rotineiras fraudes em clínicas e hospitais, estabelecimentos frequentemente lesados por uso indevido de carteirinhas por terceiros.

Cassinos

Além disso, é muito comum a utilização de câmeras de reconhecimento facial que contam com a integração com um banco de dados em cassinos, para evitar que indivíduos que cometeram fraudes em jogos voltem a frequentar o local.

Redes sociais

 E por último, mas não menos importante, não podemos deixar de citar o uso da biometria facial no Facebook, maior rede social da atualidade, que utiliza a ferramenta nos álbuns de fotografia, mapeando as imagens e utilizando seus dados como forma de sugerir novos amigos a partir do compartilhamento de fotos.

A tecnologia aplicada em espaços públicos

Grandes metrópoles já utilizam a biometria facial, para mapear espaços públicos, fazendo o reconhecimento facial de meliantes, já cadastrados em bancos de dados da segurança pública e suas polícias. Tal medida também foi adotada no Brasil, na copa do mundo de 2014, pelo estádio Beira Rio (Porto Alegre – RS), como forma de combater baderneiros, impedindo-os de ter acesso ao evento.

É inegável  que o uso desta tecnologia só tem a crescer, em conjunto com seu constante aprimoramento, fazendo com que novas funcionalidades sejam adaptadas. A tendência é que a biometria de reconhecimento facial esteja presente em diversos processos do cotidiano, sempre atuando em favor da segurança.

Neste post, você viu alguns exemplos de uso do reconhecimento facial. Que tal falar com o nosso time e ver como a biometria facial pode te ajudar? Acesse o Fale Conosco!